Mais Um Clarão é Visto Em Recife, Região Metropolitana e cidades do interior vivem novo apagão

Curtir
Curtir Amei Haha Wow Triste Raivoso


Um novo clarão foi visto no céu, por volta das 23h desta quarta-feira (17), e, em seguida, moradores de vários bairros do Recife, Região Metropolitana e cidades do interior relataram, através das redes sociais, estar sem energia elétrica. 


Em algumas áreas, o fornecimento foi restabelecido em poucos minutos.

 A maioria, no entanto, continua no escuro. A princípio, não há informações sobre apagão em outros 

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) adiantou que já está checando o que pode ter causado a falha no abastecimento e acredita que o apagão tenha sido causado por algum problema na Companhia Hidroelétrica do São Francisco.

Informações não oficiais apontam que houve um curto-circuito na Chesf, na Abdias de Carvalho, mas a informação não foi confirmada.

Entre as cidades atingidas, há relatos de falta de energia em Recife, Olinda, Paulista, Jaboatão dos Guararapes, Surubim, Ipojuca, Vitória de Santo Antão, Arcoverde, São Lourenço da Mata, Gravatá, Petrolina, Passira, Cabo de Santo Agostinho e Camaragibe. 


Os bairros com mais registros de queixas no Facebook e Twitter são Afogados, Candeias, Graças, Setúbal, Estância, Cajueiro, Nossa Senhora do Ó, Pau Amarelo, Jiquiá, Barra de Jangada, Piedade, Imbiribeira, São José, Boa Vista, Boa Viagem, Conceição, Várzea, Casa Amarela, Janga, Aldeia, Tamarineira, Rosarinho, Arruda, Cidade Universitária, Tejipió, Jaqueira, Aflitos, Nova Descoberta e Torrões.


Metrô


Por conta do apagão, as linhas de metrô pararam. 

O Centro de Controle Operacional do metrô informou aos usuários que não há previsão das subestações voltarem a funcionar. 

Os passageiros foram orientados a buscar transporte alternativo.


Com Informação: Diario de Pernambuco
Curtir
Curtir Amei Haha Wow Triste Raivoso

Deixe Sua Opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.