Gabriel Diniz cancela show ao ver jovem ser degolado na frente do palco

Curtir
Curtir Amei Haha Wow Triste Raivoso

O show do cantor Gabriel Diniz foi interrompido tragicamente na madrugada deste sábado (10), na cidade de Itaporanga (PB). O artista presenciou um homicídio na frente do palco quando fazia a sua apresentação.

De acordo com as informações colhidas pelo DiamanteOnline, o jovem identificado pelo nome de Adriano Bernardino Teixeira, de 23 anos, vulgo “Bett boyy”, foi pego pelas costas e sofreu um golpe de faca peixeira na região do pescoço, que lhe ocasionou a morte imediata.

O crime aconteceu por volta das 4h na Avenida Getúlio Vargas, durante a festa dos 150 anos de Emancipação Política da cidade. Uma multidão presenciou o fato.

Segundo as informações, Gabriel Diniz ficou chocado com o que viu. Ele pediu socorro imediato, porém quando a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência chegou ao local, o jovem já estava sem vida.

A festa teve que ser interrompida pelo fato que o cantor ficou chocado com as cenas do crime. A Polícia Militar fez o isolamento do local para aguardar a chegada da perícia do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal da cidade de Patos.

O acusado do crime foi identificado pelo nome de Francimário Raimundo da Silva de 25 anos, ele foi preso logo no início da manhã pela polícia Militar, no sítio Várzea do Boi, e conduzido para a Delegacia local, onde confessou o crime, dizendo que tinha uma rixa antiga com Adriano.

A vítima morava com a mãe, Lindaura Santos Silvino, no Conjunto Chagas Soares e o crime pode estar relacionado a drogas.

De acordo com o Delegado Cristiano Santana, o acusado será autuado em flagrante pela prática de homicídio qualificado e será encaminhado para a Cadeia Pública da cidade.



Com Informações: Já é Noticia
Curtir
Curtir Amei Haha Wow Triste Raivoso

Deixe Sua Opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.