Em quanto Bezerros vai gerar 874 empregos em nova Fabrica, Gravatá….

Curtir
Curtir Amei Haha Wow Triste Raivoso


Está previsto para o mês de Setembro, a inauguração da nova planta do Grupo Herval, construída em Bezerros, Agreste Pernambucano. 


A fábrica investiu R$ 25 milhões na unidade que vai gerar 724 empregos diretos e mais 150 indiretos, totalizando 874 novos postos de trabalho na região. 

A Herval Nordeste, nome da unidade, terá como foco a fabricação de móveis de madeira. O governador Paulo Câmara reuniu-se com o presidente da entidade, Agnelo Server, na última terça-feira (25), no Palácio do Campo das Princesas, para acertar os detalhes finais da abertura.

E Gravatá, o que tem de bom?. Na gestão atual, não se vê, empregos, fábricas, construções civis, crescimento da cidade, turismo forte, saúde em alta, educação decente e por final um comércio forte. 

Os Gravataenses estão órfãos, carentes de políticos sérios que ouçam a população e por fim trabalhe. Pois sinceramente, estamos passando pela pior crise que já existiu na história de Gravatá, mais se o prefeito sabe disto, e não tem condições de gestionar uma cidade, porque não entrega o cargo e acaba de vez com isso?.

Nós Gravataenses estamos sofrendo, estamos sem emprego, algumas famílias passando por necessidade, e a culpa é de quem?. Isso não pode continuar.

Acabaram com nossa cidade, a Gravatá do passado faz muita falta aos 26.641 eleitores que colocaram o atual gestor na prefeitura, hoje arrependidos, cabisbaixos e revoltados pela traição que receberam ao colocar um político que não exerce seu papel como deveria, pedem a saída do atual gestor.

As eleições estão Chegando, e Gravatá não vai cair no conto do vigário novamente. Se Gravatá continuar neste ritmo, acabará declarando falência.



Direto da Redação: Gilvan Silva
NRG: Núcleo de Reportagem Gravataense
Curtir
Curtir Amei Haha Wow Triste Raivoso

Deixe Sua Opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.