Exclusivo: Resposta da Compesa pela falta de água em Gravatá e regiões vizinhas

Com muita educação, o gerente ouviu nossas perguntas, e falou desses problemas que vem mexendo com toda população.

Ricardo Malta (Gerente da Compesa) Foto - Gilvan Silva
Ricardo Malta (Gerente da Compesa) Foto - Gilvan Silva
Curtir
Curtir Amei Haha Wow Triste Raivoso

Na manhã desta segunda-feira (12), o Gerente da Compesa, RICARDO MALTA recebeu a reportagem do De Olho em Gravatá, em seu gabinete, e nós cedeu uma entrevista já mais ouvida pelos ouvintes nas rádios locais e lidas em Blogs e sites de nossa região.

Com muita educação, o gerente ouviu nossas perguntas, e falou desses problemas que vem mexendo com toda população. RICARDO MALTA colocou vários pontos que trazem transtornos a nossa cidade (GRAVATÁ), ZONA RURAL e cidades vizinhas como, SAIRÉ e BEZERROS.

O gerente da Compesa relatou que existe obras que foram executadas a mais de 25 anos, e hoje está causando vários transtornos no abastecimento da população. Obras essas que em Governos passados foram projetadas sem se quer calcular o índice de crescimento do Município e fazendo dessas obras um ato de irresponsabilidade tanto com as obras como com o dinheiro gasto.

O gerente da Compesa disse que obras como as que foram feitas há anos atrás começam apresentar problemas agora, e a tendência é piorar se não houver recursos para fazer uma manutenção acirrada. RICARDO ainda colocou um ponto muito forte em nossa entrevista, dizendo que a obra feita recentemente era pra ter sido direta para Gravatá e não apenas com 5 quilômetros de extensão, esse recurso poderia ter esperado um pouco mais e ser feito da forma completa pegando os mais de 18 quilômetros até Gravatá, com isso a melhora do abastecimento teria sim, sido significativa.

O gerente relata que problemas com o calendário pode sim ocorrer devido a pouca pressão na água deixando assim alguns pontos onde no calendário aparece o abastecimento de água e o mesmo não chega por alguma interrupção na tubulação devido à baixa pressão na água.

Essa interrupção se ocorre devido à falta de manutenção nas tubulações antigas, e assim fazem com que crie crostas de sujeiras ou até mesmo pedras encontradas dentro das tubulações onde o mesmo tem até uma em seu escritório que retirou recentemente de uma tubulação antiga onde obstruía a passagem da água com baixa pressão.

RICARDO afirma que o trabalho está sendo árduo para que nossa cidade não fique sem água nas festividades de fim de ano.

A reportagem do De Olho em Gravatá agradece ao Gerente da Compesa “RICARDO MALTA” pela entrevista cedida, e os esclarecimentos prestados a toda população de GRAVATÁ e REGIÕES VIZINHAS.

Curtir
Curtir Amei Haha Wow Triste Raivoso

Deixe Sua Opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

1 Comentou: Exclusivo: Resposta da Compesa pela falta de água em Gravatá e regiões vizinhas

Jéssica disse : Leitor (a) Relatar Algo Feb 13, 2017 at 10:20 AM

É só sabem pesar nas festividades que é quando vêem os turistas! Ridículo este Gerente dá Compesa!! Sabemos que água tem de sobra na Barragem... Absurdo! Sempre arrumando Desculpas